fbpx

Bruxismo: o que é e como tratar

Desânimo, insônia, dores e bruxismo podem ser desencadeados por situações de estresse. A vida agitada das grandes metrópoles, o uso excessivo das redes sociais e as incertezas com relação ao futuro têm afetado diretamente a saúde mental das pessoas no mundo todo. E isso se manifesta no corpo de diversas formas. Os casos de bruxismo, por exemplo, estão mais comuns nos últimos anos no Brasil, tanto em crianças, jovens e adultos.

Neste artigo, vamos entender o que é bruxismo, sintomas e como tratar, com informações do site do Dr. Drazio Varella. Confira!

O que é bruxismo?

Bruxismo é definido como uma desordem funcional que se caracteriza pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono, que pode trazer diversas consequências – como lesões orofaciais, desgastes dentários, lesão periodontal, distúrbios da articulação temporomandibular (DTM) e dor muscular.

Quando o ranger de dentes se manifesta de dia, recebe o nome de briquismo.

Quais os fatores para ocorrer o bruxismo?

O bruxismo pode estar ligado a fatores genéticos, a situações de estresse, tensão, ansiedade ou a problemas físicos de oclusão ou fechamento inadequado da boca, por exemplo.

Estudos mostram que essa disfunção acomete 15% das crianças e afeta tanto homens como mulheres.

Quais são os sinais do bruxismo?

  • Desgaste e amolecimento dos dentes
  • Dor de cabeça
  • Dor e zumbido no ouvido
  • Dor no pescoço, na mandíbula e nos músculos da face
  • Estalos ao abrir e fechar a boca
  • Alterações do sono

A intensidade e a frequência das crises podem variar de uma noite para outra.

Diagnóstico

É importante procurar assistência médica ou odontológica para fazer avaliação clínica. A polissonografia é um exame para identificar o grau do distúrbio e orientar o tratamento.

Tratamento

Não se conhece, ainda, um tratamento eficaz para curar o bruxismo. Atualmente, os recursos mais indicados são as placas interoclusais flexíveis de silicone ou as placas rígidas de acrílico, moldadas segundo o formato da arcada dentária do paciente. Elas ajudam a restringir os movimentos dos músculos mastigatórios e a reduzir o atrito que provoca o desgaste e o abalo dos dentes.

Recomendações

  • Consulte o dentista com regularidade. Um plano odontológico ajuda bastante a criar hábitos de prevenção.
  • Evite apertar os dentes, quando estiver empenhado em uma tarefa ou situação mais complicada.
  • Evite chicletes ou mordiscar sistematicamente objetos duros, como pontas de lápis e canetas, por exemplo.
  • Faça exercícios. A prática regular de atividade física ajuda a controlar o estresse e as crises de ansiedade que podem favorecer o apertar dos dentes.

Não se esqueça de colocar a placa interoclusal antes de dormir. Se o problema se manifestar também de dia, use-a sempre que possível.

Fonte: site Dr. Drauzio Varella
Imagens: freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.