fbpx

Existe hora certa para comer?

Certamente, você já ouviu falar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Mas, será que é mesmo? 

Existem alguns estudos que indicam que o horário das refeições influenciam no metabolismo e melhor aproveitamento dos nutrientes pelo corpo. 

Neste post, você vai tirar todas as suas dúvidas sobre a hora certa para comer. 

Precisa comer sempre nos mesmos horários?

É importante estabelecer horários regulares para as refeições. Sincronizar as refeições de acordo com o relógio interno contribui para manter o peso e saúde, pois influencia diretamente na digestão e absorção de carboidratos e de gorduras. 

Resumindo, o corpo precisa ser acostumado a receber alimentação em horários regulares para estabelecer o ritmo do relógio biológico.

Quando há rotina alimentar, o fígado e o sistema digestivo, por exemplo, conseguem reagir de forma adequada. Corpo sonolento, desconforto, problemas digestivos e mal-estar podem estar associados à falta de regularidade nos horários das refeições.

Por que o café da manhã é importante?

Consumir a maior parte da quantidade diária de proteínas no café da manhã, em vez de fazer isso no jantar, pode resultar em maior massa muscular. Não à toa os praticantes do fisiculturismo aplicam essa rotina matinal.

Isso acontece porque, pela manhã, o metabolismo de proteínas é mais eficiente, contribuindo para o aumento do volume muscular. Além disso, a digestão e absorção de carboidratos e gorduras também variam com o relógio interno.

O horário das refeições influencia no peso?

Sim. Os horários das refeições têm grande influência no ganho e perda de peso e no risco do desenvolvimento de condições como diabetes e doenças cardiovasculares.

O corpo processa as calorias de forma mais eficiente durante o dia, o que contribui para a perda de peso. Nesse período, a sensibilidade à insulina (hormônio que permite a entrada da glicose nas células) é maior e o metabolismo mais acelerado.

Afinal, qual hora certa para comer?

Existem duas regras básicas para você pensar na divisão das refeições:

Das 08 às 20h

Manter a ingestão de alimentos nesse período. De preferência, fazer as refeições em horários regulares.

Das 08h às 15h

Ingerir 75% das calorias diárias nesse intervalo.

A seguir, listamos as sugestões de horários para cada refeição. 

Entre 08h e 10h: a primeira refeição do dia deve ser farta e completa, com carboidratos, proteína, gordura e fibra para fornecer energia, favorecer ganho muscular e melhor aproveitamento do açúcar no sangue.

Entre 12h e 14h: o organismo deve ganhar o último grande aporte de nutrientes. É importante consumir alimentos que ajudam na saciedade – como produtos integrais, carnes e vegetais – para manter a fome sob controle.

Entre 15h e 17h: momento em que o organismo precisa ganhar energia para aliviar o cansaço do dia. Vitaminas, sucos energéticos e oleaginosas são boas opções.

Entre 18h e 20h: o jantar precisa ser a refeição mais leve do dia. Carboidratos devem ser evitados, pois o corpo tem mais dificuldade em processá-los. O metabolismo também fica mais lento, o que diminui a queima de gordura.

Gostou dessas dicas? Não deixe de ler os posts do blog Nocta!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *