Teste: será que você está com a síndrome de burnout?

 

A revista Saúde lançou um teste para descobrir se você sofre ou está prestes a sofrer com o transtorno de cansaço extremo associado ao trabalho.

Sindrome de burnout

A síndrome de burnout é um distúrbio psíquico caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse provocados por condições de trabalho desgastantes. Foi descrito em 1974 por Freudenberger, um médico americano. Leia mais sobre O que é Sindrome de Burnout (esgotamento profissional)?

Quer saber se você está sob risco de desenvolver o burnout? Inicie o teste abaixo!

 

Como funciona: atribua a nota 1 se a frase se aplica raramente à sua vida, 2 se acontece às vezes ou 3 se ocorre frequentemente. Ao final das 12 etapas, faça a soma e confira o resultado logo a sequência.

Frases

  1. Minha rotina tem mais custos do que benefícios
  2. Mesmo quando estou de férias, me sinto cansado e desmotivado
  3. Tenho pouco controle sobre o ritmo e o cronograma do meu trabalho
  4. Sinto-me sobrecarregado mesmo quando não estou trabalhando
  5. Tenho faltado ao trabalho porque me sinto doente
  6. Considero meu desempenho profissional insatisfatório
  7. Tenho me isolado de meus amigos e familiares
  8. Executo tarefas incompatíveis com meus valores
  9. Sou responsável por projetos sem ter recursos para executá-los
  10. Uso medicamentos e/ou bebidas alcoólicas para relaxar
  11. Minha vida sexual se tornou mais uma tarefa a cumprir
  12. Sinto que estou em um beco sem saída

 

Resultados

Até 14 pontos: Parabéns! Você é do tipo que sabe delegar responsabilidades, estabelecer metas realistas e recusar exigências absurdas. Continue assim. Sua saúde mental agradece.

De 15 a 26 pontos: Atenção! O burnout está virando a esquina. Que tal reavaliar suas expectativas? Se o custo é mais alto que o benefício, o esgotamento é uma questão de tempo.

Acima de 26 pontos: Cuidado! Você está a um passo do burnout. Procure conversar a respeito com colegas ou familiares. Se o estresse ocupacional chegou a níveis intensos, não postergue uma visita ao médico.

 

Recado importante: esse teste não substitui de maneira alguma a avaliação o profissional da saúde. Procure um médico ou um psicólogo se sentir qualquer incômodo ou abalo no bem-estar para fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento quanto antes.

Fonte: Ana Maria Rossi, psicóloga e presidente da International Stress Management Association no Brasil (Isma-BR)

 

Você pode gostar de lerOs benefícios da atividade física para o desenvolvimento no trabalho

 

Fonte: Revista Saúde

Imagem: Freepik

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *