fbpx

Doenças respiratórias na primavera

Embora no Brasil as estações climáticas não sigam à risca sua demarcação, com a chegada da primavera as doenças respiratórias tornam-se mais acentuadas.

Mudanças bruscas de temperatura e variação na umidade do ar estão diretamente ligadas a problemas respiratórios, principalmente em idosos e crianças por terem maior sensibilidade e requer inclusive maior atenção.

Da mesma maneira que ocorre no outono, na primavera temos dias muito quentes/secos e repentinamente a temperatura cai e passamos a ter dias frios/úmidos, porém, nesta estação temos ainda o fenômeno da polinização, agravando ainda mais crises em portadores de alergias respiratórias, pois estas pessoas tendem a apresentar coriza, rinite alérgica, coceiras no nariz e outros sintomas parecidos com resfriado. Chamamos ainda a atenção às pessoas que habitam em cidades mais movimentadas, uma vez que a poluição prejudica a qualidade do ar e com isso as doenças ficam ainda mais agravadas.

Preocupado com isso, o #BlogdaNocta dá algumas #dicas para ajudar a evitar as doenças mais corriqueiras nesta estação:

– Não mantenha tapetes e carpetes na casa, principalmente nos quartos para evitar o acúmulo de pó;

– Mantenha a casa com o maior número de portas e janelas abertas possível, deixando o ambiente arejado e ensolarado;

– Prefira utilizar edredons a cobertores;

– Não fume dentro de casa nem em ambientes fechados;

– Utilize capas impermeáveis nos colchões e travesseiros;

– Limpe os móveis da casa com pano úmido pelo menos uma vez na semana;

– Retire acumuladores de poeiras dos quartos. Livros, revistas, pelúcias e quadros são os principais vilões nesta época;

Tomando estas medidas, certamente você estará mais preparado para aproveitar de forma saudável a estação mais florida do ano;

Pensando em contratar ou reduzir os gastos com o plano de saúde da sua empresa?
Faça uma cotação sem compromisso e receba nossa consultoria gratuitamente: www.nocta.com.br/cotacao.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *